Governo de SP vai dobrar distribuição de leite para crianças de 6 meses a 1 ano no Estado


Projeto Vivaleite será integrado ao programa Primeiríssima Infância e ampliará o atendimento de 41 para 100 cidades

O Governo do Estado de São Paulo vai dobrar para 20 mil crianças entre 6 meses e 1 ano de idade o número de beneficiados nessa faixa etária do Projeto Vivaleite. O aumento ocorrerá com a integração do programa ao “Primeiríssima Infância”, da Secretaria Estadual da Saúde, ampliando de 41 para 100 cidades atendidas.

Com isso, além do aumento na distribuição de leite, todas as famílias em situação de vulnerabilidade social, ou seja, com renda de até ¼ de salário mínimo per capita e cujos filhos estejam com idade de 0 a 3 anos, terão o acompanhamento para o desenvolvimento integral das crianças.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a recomendação é que os bebês recebam exclusivamente o leite materno nos primeiros 6 meses de idade. Depois deste período, com o objetivo de suprir as necessidades nutricionais adequadas, a criança deverá receber alimentação complementar segura e adequada.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, ressalta que para participação nos programas é fundamental que a família mantenha atualizado seu cadastro junto aos CRAS – Centros de Referência da Assistência Social, onde ela poderá ser atendida por outros programas, como os de transferência de renda. O Estado de São Paulo conta atualmente 1.049 unidades do CRAS em 645 municípios.

CAPACITAÇÃO AMPLIADA

A partir de agosto, as Secretarias da Saúde e do Desenvolvimento Social, com o apoio do BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento – e da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, ampliarão a formação e capacitação de profissionais do sistema de proteção social nas áreas da educação, saúde e da assistência social.

Secretaria de Desenvolvimento Social

Nenhum comentário:

Postar um comentário