Governador Geraldo Alckmin participa do lançamento das obras de 1536 moradias populares em Pindamonhangaba


As unidades atenderão famílias com renda mensal de até R$ 1.600, público alvo da Casa Paulista

Pindamonhangaba recebe 1.536 moradias para famílias de renda menor
Foto: A2img / Gilberto Marques


O governador Geraldo Alckmin esteve no lançamento das obras do empreendimento Bem Viver, que abrigará 1.536 moradias para famílias de renda menor do município de Pindamonhangaba, na região de São José dos Campos/Vale do Paraíba.

As moradias foram viabilizadas pela Casa Paulista, braço da Secretaria da Habitação, na parceria com o governo federal. O investimento total nos 1.536 apartamentos é de R$ 138,2 milhões, dos quais R$ 30,7 milhões são oriundos do Estado, a fundo perdido, e R$ 107,5 milhões da União.

Os recursos são repassados pelo governo paulista para o Banco do Brasil, agente financeiro responsável pela contratação de empresas, supervisão de obras e financiamento do empreendimento. O agente promotor é a construtora SPL Engenharia.

Os apartamentos serão edificados na Estrada da Mombaça, Gleba B, s/n, com 43,26 m² de área útil e 47,45 m² de área total. Todos serão destinados às famílias com renda mensal de até R$ 1.600 (público alvo do programa da Agência Casa Paulista).

Os beneficiados, que não podem ter participado anteriormente de nenhum programa habitacional, terão 120 meses para a quitação do imóvel. A menor prestação é de R$ 25,00/mês e a maior de R$ 80,00/mês. O Governo do Estado está aplicando, a fundo perdido, R$ 20 mil por moradia. O empreendimento irá beneficiar 6.144 pessoas.

"A melhor maneira de comemorar o aniversário de Pindamonhangaba hoje é melhorando a vida da população. Vamos ativar a economia com estas obras e gerar emprego também, serão mais de 1500 pessoas trabalhando nos maiores conjuntos habitacionais da região. Nós do Governo estamos colocando 20 mil reais por apartamento e a nossa parte não precisa pagar, é a fundo perdido para poder oferecer casa para quem não tem casa", conta o governador Geraldo Alckmin.

As novas unidades respeitam e incorporaram as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação, com área de lazer, dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro, área de serviço, piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos nas paredes da cozinha e do banheiro, medição individualizada de água, e acessibilidade, entre outras melhorias.

O conjunto contará com completa infraestrutura urbana, pavimentação, paisagismo, iluminação pública e redes de água, esgoto e elétrica, quadra poliesportiva, playground e centro comunitário.


OUTROS ASSUNTOS

Sete novas paradas da Estrada de Estrada de Ferro Campos do Jordão - EFCJ foram entregues nessa sexta-feira, 10, além da modernização da via permanente da ferrovia. Também anuncia o retorno à operação plena do Trem de Serra. Por meio da EFCJ, vinculada a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o Estado de São Paulo investiu R$ 9,4 milhões na melhoria e incremento dos serviços.

As obras que englobam a construção das sete novas paradas foram iniciadas no final de setembro de 2014 e concluídas em junho de 2015. Elas contemplam a construção de paradas, já dotadas de acessibilidade, para o trecho que atende o Trem de Subúrbio (serviço de transporte regular entre o centro de Pindamonhangaba e o bairro de Piracuama), além da adequação de acessibilidade de seis estações da EFCJ, distribuídas entre Pindamonhangaba, Santo Antônio do Pinhal e Campos do Jordão, além da adaptação de acessibilidade em uma parada já existente no mesmo trecho.

Agora, as novas paradas oferecem rampas para acesso às plataformas com barreiras, guarda- corpo e sinalização tátil, mais a comunicação visual. Já as estações que receberam adaptações, além de todos os itens de acessibilidade e comunicação visual implantados nas paradas, algumas também receberam plataformas elevatórias para assegurar acessibilidade universal dos usuários aos serviços da EFCJ. Foram investidos R$ 3,7 milhões para a realização dessas obras.

A modernização da via permanente, por sua vez, teve início no começo de setembro de 2014 e foi finalizada em junho de 2015. Ela aconteceu entre os quilômetros zero e 23 da ferrovia para atender os serviços do Trem de Serra, Trem Turístico de Piracuama e Trem de Subúrbio, que operam neste trecho.

As obras contemplam a troca de 16 mil metros de trilhos e três mil unidades de dormentes, a implantação de dois mil metros de canaletas de drenagem, a construção de contenção de encostas em quatro pontos da via, melhoria na fixação dos trilhos e dormentes, e a instalação desinalização nas passagens de nível da área urbana e rural. Foram investidos R$ 5,7 milhões nestas obras de modernização da via.


Do Portal Do Governo Do Estado

Siga o Governo no TwitterFacebook e veja fotos no Flickr

Nenhum comentário:

Postar um comentário