Recordista mundial, Incor já realizou 10 transplantes infantis em 2015


Instituto é recordista mundial; conheça a história do pequeno Murilo


Torcedor do Palmeiras, Murilo Freitas Gonçales, 7, não podia brincar de jogar futebol, um dos seus esportes prediletos. "Ele se cansava muito", conta a mãe Adriana Freitas Gonçales, 42, bancária. 

Portador de uma doença rara, uma cardiomiopatia grave, o pequeno Murilo tinha limitações capazes de impedi-lo a levar uma vida normal, como qualquer criança. E só um transplante de coração poderia alterar tal cenário.

O rumo dessa narrativa mudou no último dia 8 de maio, quando ele fez um transplante de coração no Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP). Para chegar ao Instituto, Murilo contou com a ajuda do helicóptero Águia, da Polícia Militar de São Paulo. "A rodovia Castelo Branco estava parada e eu liguei para o 190 pedindo ajuda. E eles foram demais, de uma delicadeza incrível com meu filho", disse Adriana. 


A ajuda da PM foi imprescindível para o paciente chegar a tempo de fazer a cirurgia. "Felizmente deu tudo certo e logo ele terá alta", conta a médica do Murilo, a cardiopediatra do Incor, Estela Azeka. "Não vejo a hora de ver ele jogar bola", revela a mãe. 

A história de Murilo ilustra a relevância do Incor, recordista em transplantes infantis do mundo. Ao todo, foram realizados 177 transplantes em crianças. Em 2014, foram 24 e este ano já foram registradas 10 cirurgias. 

"Nos últimos dois anos, investimos bastante e criamos uma central de transplante no Incor. Trouxemos uma série de especialistas, como equipe de enfermagem, médicos, e cirurgiões específicos para fazer transplante cardíaco. A intenção, com isso, é aumentar a eficácia e diminuir a fila dos transplantes", explica o presidente do conselho do Incor, Roberto Kalil Filho. 

"É uma equipe de ponta, a vanguarda da ciência salvando vidas e melhorando a qualidade de vida da população", declarou o governador Geraldo Alckmin durante visita ao pequeno Murilo. "Trouxe uma camiseta do Palmeiras, na verdade, queria trazer do Santos, mas ele é palmeirense, né?", brincou Alckmin.

Otimização

Criado em 2013, o Núcleo de Transplantes do Incor é uma área multiprofissional com foco exclusivo no transplante. Ao reunir num mesmo processo de gestão todas as equipes (cirúrgica, clínica e multiprofissional de transplantes de coração adulto e infantil e de pulmão), o Núcleo otimizou recursos e deu sinergia ao trabalho.

Fonte: Portal do Governo do Estado

Siga o Governo no TwitterFacebook e veja fotos no Flickr

Nenhum comentário:

Postar um comentário