Governador Geraldo Alckmin critica ritmo de votações acelerado do Congresso Nacional


Gustavo Uribe - Folha.com


Em uma critica indireta ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) avaliou nesta terça-feira (5) que o atual ritmo de votação do Congresso Nacional pode prejudicar São Paulo e o Brasil.

O tucano defendeu à bancada federal paulista, em café da manhã no Palácio dos Bandeirantes, a necessidade de uma discussão mais aprofundada de propostas e projetos para evitar que sejam aprovadas de maneira precipitada medidas que causem impactos negativos nas finanças estaduais.

"Nós temos de tomar cuidado com o ritmo de votação", alertou, segundo relato de deputados federais.

No encontro, o tucano sugeriu à bancada paulista que rejeite o Projeto de Lei 45/2015, que fixa alíquota de 3,95% nas vendas para empresas do Simples Nacional. Segundo ele, a iniciativa pode gerar uma perda de receita de R$ 3,5 bilhões ao ano para São Paulo.

O tucano defendeu a aprovação de Projeto de Resolução 01/2013, que altera as alíquotas interestaduais do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), nos termos de convênio firmado no ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário