‘Efeito Marta’: PT terá novas deserções em SP


Blog do Josias de Souza

Nas pegadas da senadora Marta Suplicy, várias lideranças petistas de municípios do interior de São Paulo se preparam para desertar do PT. Desejam disputar as prefeituras de suas respectivas cidades em 2016. E temem que o crescente índice de rejeição ao PT no Estado prejudique suas candidaturas. A exemplo de Marta, alguns desertores já negociam a transferência para o PSB.

Ouvido pelo blog, o vice-governador de São Paulo, Márcio França, que preside o diretório paulista do PSB, confirmou que a legenda vem sendo procurada por petistas interessados em trocar de partido. “Nossa disposição é a de acolher”, disse França. Ele estima que a migração de petistas para o PSB pode ultrapassar a marca de uma dezena.

Pela lei, os candidatos às eleições municipais do ano que vem precisam definir os seus destinos até setembro, um ano antes da disputa. Mas a tendência é que as mudanças ocorram até junho. Com isso, os candidatos a prefeito egressos do PT terão tempo para negociar, por exemplo, a formação de suas chapas de vereadores.

A própria Marta Suplicy, de olho na poltrona do prefeito paulistano Fernando Haddad, é aguardada no PSB, com tapete vermelho, para o mês de junho. Confirmando-se as outras filiações, a migração pode ganhar a forma de uma onda. Afora a capital, o fenômeno atinge o PT em cidades que abrigam de 80 mil a 150 mil habitantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário