Deputados tucanos querem que FHC oriente oposição no Congresso


Daniela Lima e Marcio Falcão - Folha.com


Fabio Braga - Folhapress 
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso durante entrevista no instituto que leva seu nome

Em meio à maior crise política enfrentada pela presidente Dilma Rousseff, a bancada do PSDB na Câmara recorreu ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para que ele atue pessoalmente na definição das estratégias da oposição no Congresso.

O líder da sigla, deputado federal Carlos Sampaio (SP), trabalha para promover uma reunião entre os parlamentares e o ex-presidente na segunda semana de abril.

A movimentação ocorre depois que a Folha revelou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem orientado nomes do PT no Congresso e cobrado deles a defesa do governo.

Os tucanos, porém, negam que a intenção seja usar a mesma tática petista.

Seria a segunda grande reunião de FHC com nomes de seu partido no Congresso.

Há cerca de um mês, o ex-presidente esteve com a cúpula da sigla no Senado em São Paulo: Aécio Neves (MG), José Serra (SP), Aloysio Nunes (SP), Tasso Jereissatti (CE) e Cássio Cunha Lima (PB).

Esse encontro ocorreu às vésperas de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entregar a primeira lista de políticos investigados na Operação Lava Jato.

Segundo pessoas próximas a FHC, ele se mostrou solícito ao pedido, mas está com problemas para conciliar sua agenda com o calendário proposto pelos deputados.

A ideia do líder do PSDB era levar FHC à Brasília no dia 10 de abril, para que ele encerrasse o primeiro ciclo de seminários desenvolvidos pela sigla neste ano.

"O ex-presidente poderá ajudar com clareza o nosso planejamento estratégico", disse Carlos Sampaio.

Ele afirma que estará com FHC nesta segunda-feira (6) para tentar acertar os detalhes do convite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário